quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Dia Nacional do Samba 2011



O Dia Nacional do Samba é comemorado, em todo Brasil, a partir de uma proposição de um vereador de Salvador, Luis Monteiro da Costa, em homenagem a Ary Barroso, que visitou a Bahia pela primeira vez em 2 de dezembro, depois de ter composto a música "Na baixa do sapateiro", que enaltece o estado nordestino. A partir de então, a comemoração da data foi se espalhando por todo o país.



Em Florianópolis, o vereador Márcio de Souza e a Associação Recreativa Cultural e Carnavalesca Ligablocosnorte são os responsáveis pela 8ª edição do Dia Nacional do Samba.



Os eventos serão de qualidade e de graça, indo ao povo onde o povo está. Logo pela manhã, às 7h, quando a população estiver indo para o trabalho ou escola, o grupo Número Baixo estará nos presenteando com uma apresentação no Terminal Integrado do Centro - Ticen. Às 11h, quando alguns estiverem indo embora, no intervalo do almoço, ou ainda chegando para trabalhar, será a vez do grupo Um Bom Partido.



A partir das 18h, o evento principal, no Mercado Público.
Sambistas, intérpretes, compositores, todos nascidos, ou criados, ou nascidos e criados em Florianópolis, cantando músicas de sucesso nacional e músicas de sucesso local, além da participação de Escolas de Samba e a sempre luxuosa presença das Velhas Guardas.


Mais informações:
Produção musical: Guilherme Partideiro - 8431-0802
Produção executiva: Léia Farias - 8422-1262


Fotos: Artur de Bem


O que: Dia Nacional do Samba 2011
Quando: sexta-feira, 2 de dezembro, 7h, 11h e 18h
Onde: Ticen (7h e 11h) e Mercado Público (18h)
Quanto: Gratuito

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

HOMENAGEM AOS 150 ANOS DE NASCIMENTO DO POETA SIMBOLISTA CRUZ E SOUSA - clique na imagem para ampliá-la

ESTE INFORMATIVO É TAMBÉM ESPECIAL, EM HOMENAGEM AOS 150 ANOS DE NASCIMENTO DO POETA SIMBOLISTA CRUZ E SOUSA

O Vereador Márcio de Souza, presidente da Comissão Especial da Câmara Municipal de Florianópolis (criada através do Projeto de Resolução 1.530/2011 para homenagear o Poeta), convida a todos/as para participarem da PROGRAMAÇÃO abaixo:

13h sáb 19/11 - samba especial (Grupo Bom Partido), declamação de poesias do Poeta (JB), Bar do Noel, centro;

17h seg 21/11 - Projeto Sinfonia Dormente - Cruz e Sousa Musicado, em frente à Câmara, centro; declamação de poesias (JB) e exposição de painéis com foto e fragmentos de poesias/discurso de Cruz e Sousa, no entorno da Praça XV e em frente à Câmara Municipal;

19h seg 21/11 - Sessão Especial pelos 150 anos do Poeta Cruz e Sousa (entrega Medalhas Zumbi de Palmares), Câmara Municipal;

10h quin 24/11 - colocação coroa de flores, Projeto Sinfonia Dormente - Cruz e Sousa Musicado e JB (declamador oficial), busto do Poeta (Praça XV);

23h quin 24/11 - serenata em homenagem ao Poeta (Grupo Número Baixo), busto do Poeta, Praça XV.

Discurso de João da Cruz e Sousa, Bahia, 1884

"Estamos em face de um acontecimento estupendo, cidadãos: A Abolição da Escravatura no Brasil. Neste momento, do alto desta tribuna, onde se tem derramado, em ondas de inspiração, o verbo vigoroso e másculo de diversos outros oradores eu vou tentar vibrar nas vossas almas, cidadãos, no futuro de vossos corações irmanados na Abolição; eu vou apelar para vossas mães, para vossos filhos, para vossas esposas. A Abolição, a grande obra do progresso, é uma torrente que despenca; não há mais pôr-lhe embaraços à sua carreira vertiginosa".

"As consciências compenetram-se dos seus altos deveres e caminham pela vereda da luz, pela vereda da liberdade, igualdade e fraternidade, essa trilogia enorme, pregada pelo filósofo do cristianismo e ampliada pelos autos dos - Chatiments, - o velho Hugo. Já é tempo, cidadãos, de empunharmos o archote incendiário das revoluções da idéia, e lançarmos a luz onde houver treva, o riso onde houver pranto, e abundância onde houver fome".

"Basta de gargalhadas! Este século, se tem rido muito, e se o riso é um cáustico para a dor física, é um veneno para a dor moral, e o século ri-se à porta da dor, ri-se como um Voltaire, ri-se como Polichinelo. O riso, cidadãos, torna-se a síntese de todos os tempos. Mas, há ocasiões, em que se observam as palavras da Escritura: Quem com ferro fere, com ferro será ferido. E então, o riso, esse riso secular, que zombou da lágrima, levanta-se a favor dela e a seu turno convence, vinga-se também. É aí que desaparecem, na noite da história, os Carlos I e Luís XVI, as Maria Antonieta e Rainha Isabel, é aí que desaparece o cetro, para dar lugar à República, a única forma de governo compatível com a dignidade humana...”

Soneto 25 de março, jornal O Moleque, 1885

Bem como uma cabeça inteiramente nua
de sonhos e pensar, de arroubos e de luzes,
o sol de surpreso esconde-se, recua,
na órbita traçada - de fogo de obuzes.

Da enérgica batalha estóica do Direito
desaba a escravatura - a lei de cujos fossos
se ergue a consciência - e a onda em mil destroços
resvala e tomba e cai o branco preconceito

E o Novo Continente, ao largo e grande esforço
de gerações de heróis - presentes pelo dorso
à rubra luz da glória - enquanto voa e zumbe

O inseto do terror, a treva que amortalha,
as lágrimas do Rei e os bravos da canalha,
o velho escravagismo estéril que sucumbe

terça-feira, 8 de novembro de 2011

PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 180, de 2008

No dia 9 de novembro de 2011, quarta-feira, às 10:00 horas, na Sala de Reuniões n° 3, da Ala Alexandre Costa, Anexo II do Senado Federal será apreciado o PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 180, de 2008 que dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e estaduais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências.

Relatora: Ana Rita - PT /ES

Trata-se de momento importante de aprovação na Comissão mais conservadora do Senado, a Comissão de Constituição e Justiça, de Projeto de lei que institui reserva de vagas para ingresso nas universidades federais e institutos federais de educação técnica e tecnológica de estudantes de escolas públicas, estudantes de baixa renda, estudantes negros e indígenas.

A SEPPIR considera que a presença da sociedade neste dia é muito importante para demonstrar o quanto este assunto é relevante para a temática da promoção da igualdade racial e, assim, exercer o direito cidadão de expressar a vontade da população diretamente interessada nesta temática.

O PLC nº 180/2008 não é o ideal que gostaríamos, mas significa um avanço. Passo a passo vamos criando oportunidades para superar as desigualdades históricas e resistentes que temos no seio de nossa população e abrindo espaço para a construção de uma nova etapa de desenvolvimento do país em que a democracia racial brasileira não continue a ser só um mito.

Conto com o apoio e a presença de voces. Divulguem para os estudantes, militantes e interessados para estarmos unidos marcando a presença, ao vivo ou pela Internet, ou enviando e-mails para os Senadores da CCJ em apoio ao PL nº 180/2008.

Atenciosamente,

Verônica L. O. Maia
Assessora Técnica
Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial - SEPPIR/PR
Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas - SPAA
Tel: 55 61 2025-7149

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

OAB apoia cotas raciais


Data: 22/08/2011

Parecer foi emitido em sessão ordinária da entidade ocorrida na tarde de hoje (22), em Brasília

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) aprovou hoje (22), por unanimidade, a emissão de parecer pela constitucionalidade das cotas raciais para acesso aos cursos superiores de universidades públicas. Na mesma sessão, ocorrida em Brasília, foi aprovado pedido de ingresso da entidade, na condição de amicus curiae, na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) número 186, que discute a constitucionalidade do referido sistema de cotas. A ADPF foi ajuizada pelo Partido Democratas no Supremo Tribunal Federal em julho de 2009.

Após longo debate conduzido pelo presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, e com base no voto do relator na OAB, o conselheiro federal Luiz Viana Queiroz (Bahia), os 81 conselheiros federais aprovaram o ingresso da entidade na ADPF em apoio à política afirmativa temporária de cotas.

Com este parecer, a OAB assume o entendimento dos seus conselheiros sobre a necessidade de “garantir igualdade de condições de acesso à universidade em uma sociedade extremamente desigual e, discriminatória de homens e mulheres negros e negras, impondo que sejam adotadas medidas capazes de mitigar essa discriminação, entre as quais, a fixação de cotas raciais” – conforme relatório do voto.

O relator da matéria defendeu o apoio da OAB ao sistema de cotas com base em princípios constitucionais como o da igualdade, mantendo-se a autonomia das universidades, e da dignidade da pessoa humana, com o fim de reverter as desigualdades históricas que existem no Brasil em relação aos negros. O voto do relator teve como principal base a audiência pública realizada pela OAB Nacional sobre o tema em abril do ano passado.

A presidente da Comissão Nacional de Promoção da Igualdade da OAB, Sílvia Nascimento Cerqueira, enalteceu a votação por aclamação da matéria e afirmou que toda a população negra do país aguardava com ansiedade o posicionamento da OAB sobre a matéria. "A partir da decisão da entidade máxima da advocacia tenho certeza de que esse tema será visto com outros olhos a partir de agora", afirmou a advogada, que trouxe a notícia em primeira mão para a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) tão logo foi encerrada a sessão.

“A OAB é essencial à justiça e sua decisão é uma das iniciativas que fortalece a constitucionalidade das ações afirmativas, em especial das cotas, matéria que será apreciada ainda este ano pelo Supremo Tribunal Federal”, afirma o ouvidor da Seppir, Carlos Alberto Júnior.


fonte: http://www.seppir.gov.br/noticias/ultimas_noticias/2011/08/conselho-da-oab-aprova-apoio-a-cotas-raciais-1

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Queremos agradecer a todos/as que continuam nos endereçando solidariedade ao nosso manifesto. Temos recebido comunicações, profundas e sensíveis, que nos dão a convicção e estimulam nossa fé na caminhada de libertação humana, libertação, esta, que não está na violência, na mentira, na alienação ou nas superficialidades propostas por um modelo de sociedade, sustentada pelo consumo inconseqüente e desmedido.

Essa nova sociedade, que, há milhares de anos, foi profetizado, está inserida nos nossos sentimentos, os quais organizam nossas ações pelo “plano alto da dignidade e da disciplina”, conforme nos ensinou Martin Luther King.

Em todos os momentos, experimentamos a vigília sobre nossas intervenções, propostas e pensamentos. Entretanto, constatamos que parte dessa vigília nos é solidária e companheira da nossa jornada. Mas uma vez, recorro à Martin Luther King, para concluir meus agradecimentos e dizer que:”...Não podemos caminhar sozinhos. E, enquanto caminharmos, teremos que fazer a promessa de que sempre marcharemos para frente. Não poderemos voltar atrás.”

terça-feira, 11 de outubro de 2011

BERBIGÃO DO BOCA é, SIM, PATRIMôNIO CULTURAL IMATERIAL !!!

O que nos faz lutar pelo aperfeiçoamento da democracia, é a oportunidade do debate. Ele sempre é elucidativo, sempre oferece luzes.

Portanto, traz informações e se transforma em agente pedagógico.

Assim sendo, ainda quanto ao episódio do projeto “Berbigão do Boca”, o bloco de valor imaterial constitui-se num desses marcantes momentos.

Gostaria, imensamente, de conhecer os argumentos desses artistas e intelectuais que fazem piadas sobre o tombamento do Bloco Berbigão.

É bem provável que, por desconhecimento, o comportamento desdenhoso se estabeleça. Porém, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional define o patrimônio imaterial como “as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas - junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados - que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte de seu patrimônio cultural”.

Somado a isto, tem no texto constitucional (1988), conquista de democracia brasileira, a oferta do amparo legal, no seu artigo 216, que reza:

Art. 216. Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem:

I- as formas de expressão;

II- os modos de criar, fazer, viver;

III- ...;

IV- ...;

V- ...;

Dito isto, cabe acrescentar que o imaterial, é isso mesmo, é porque não possui matéria. Logo, não possui átomos, moléculas ou agregados iônicos. O imaterial se refere às tradições, aos sentimentos e à alma dos indivíduos, comunidades e de uma Nação.

Na historia da humanidade, muitos grupos e sociedades desapareceram, romperam ou foram subjugados por falta da preservação das memórias ancestrais. Por isso, nosso esforço para fincar e fortalecer a alma dos catarinenses e florianopolitanos.

É real e imaterial o Berbigão do Boca, pois nós somos reais.


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Resposta à nota do Cacau Menezes de 07/10/2011

A política do mandato Márcio de Souza tem como base uma carta compromisso, que é resultado de aspirações e processos de resistência cultural. Com este método, nos apresentamos à cidade e com ela dialogamos.

Nosso coletivo, que congrega vários setores sociais, não tem planos de vaidades ou donos, a quem devemos agradar para fazer acontecer nosso projeto de emancipação de classe, de etnia, religião, orientação social e outras demandas de grupos historicamente discriminados.

Fazemos política, há muito tempo, no combate ao racismo, e lutamos bravamente na vida sindical dos professores. Por dez anos, fui perseguido por posições políticas, a ponto de ser demitido do cargo de professor no IEE, onde reingressei por consenso no Estado. Nas ruas, por fazer defesa das causas populares (transporte coletivo), no que se relaciona à busca pela LICITAÇÃO, fui alvejado com um estilhaço de granada, que me custou a perda da visão do olho direito.

Continuo com as minhas opiniões e ações destinadas a atender aquilo que minha consciência de justiça me determina. Tenho pleno entendimento que incomodo alguns interesses nesta cidade.

Sei que, historicamente, os egressos das classes populares não podem ascender politicamente, para representar as demandas dos seus pares. Tudo isso é um risco! Uma ameaça!

Os pobres e negros têm contra si uma espécie de liberdade condicional. Há uma tentativa de se impor mordaça com métodos sofisticados, de eliminação ou desqualificação moral. As falsificações e a adoção de métodos da guerra fria vão sendo colocados em prática, sem limites éticos e de justiça.

A receita para a eliminação dos negros indesejáveis parece ser bastante conhecida entre nós. Desde a presença de João da Cruz e Sousa, passando pela Professora Antonieta de Barros, o método se repete. Entretanto, penso que estes recursos já estão sendo percebidos pela sociedade, por mais que seja torpedeada, incessantemente, por mensagens e informações onde o contraditório não é permitido.

Por fim, levar adiante a nossa luta ancestral é nossa missão. Devemos continuar como forma de homenagear os nossos antepassados, que pagaram tão duramente para viver nesta cidade.

Para tanto, vou continuar insistindo na necessidade de partilhar a riqueza, na busca pela justiça social, no combate ao racismo e na defesa da cultura popular, em especial, das escolas de samba do Grupo de Acesso, do boi de mamão, do Berbigão do Boca, das marchinhas, do direito à livre orientação sexual, etc, pois eu não escrevo, não vivo, não falo e não canto para agradar!

(Márcio José Pereira de Souza, Professor de Química (30 anos), militante anti-racista (32 anos), sambista (40 anos) e vereador petista, eleito pelo povo por CINCO vezes)

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

UMA EDUCAÇÃO DE FRENTE PARA O MAR

O mandato do Vereador Márcio de Souza convida para a Audiência Pública, no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, para discutir a instalação de um Polo Avançado do Instituto Federal de SC - IFSC, no bairro Ribeirão da Ilha, no dia 29 de setembro, quinta-feira, às 19:30h, no Centro Comunitário da Freguesia do Ribeirão.

A possível instalação de um Polo Avançado do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC é um marco para a comunidade do Ribeirão da Ilha, uma vez que se pretende criar cursos na área de Maricultura e Pesca, evidenciando, assim, a Escola do Mar em Florianópolis.

Para a audiência, foram convidados: FLORAM, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Associação de Mulheres Ambientalistas e Maricultoras do Sul da Ilha, Instituto Federal de Santa Catarina, Superintendência do Ministério da Pesca e Aquicultura, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Ministério das Relações Institucionais, Escola Básica Batista Pereira, Colégio Estadual Dom Jaime Câmara, Conselho Comunitário do Ribeirão da Ilha, Centro Social da Freguesia do Ribeirão da Ilha e Conselho Comunitário Baldicero Filomeno (Alto Ribeirão).

COMUNIDADES

Câmeras de Monitoramento

O Mandato do Vereador Márcio de Sousa solicitou, ao Secretário de Segurança e Defesa do Cidadão do Município, Sr. Hamilton Pacheco da Rosa, o relatório das câmeras de monitoramento que irão ser instaladas no bairro Canasvieiras. Tal solicitação dá-se pelo fato desse mandato estar, há mais de dois anos, lutando pela colocação das referidas câmeras naquela localidade.

Cosip na Cachoeira

Por solicitação da Associação dos Maricultores e Pescadores da Cachoeira do Bom Jesus, em 20-09-11, o mandato encaminhou ofício ao Sr. Sebastião Machado, Chefe da Cosip da Prefeitura Municipal, solicitando a possibilidade de um levantamento na orla da praia da Cachoeira do Bom Jesus, com o objetivo de implantar uma rede de iluminação pública naquele local.

Também foi enviado à mesma autoridade, ofício solicitando um levantamento em localidade do Pantanal, com o objetivo de intensificar a iluminação da servidão Mangueirão, ali localizada, nas proximidades da Rua Antônio Francisco da Silveira.

Asfalto na Agronômica

Márcio de Souza solicitou ao Secretário Municipal de Obras, Américo de Medeiros, providências sobre a situação do asfalto da R. Emb. Edmundo da Luz Pinto, pois, no dia 15 de agosto do corrente, nossa equipe esteve na localidade e verificou a situação precária em que se encontra o calçamento da referida rua, a qual serve, também, de acesso à creche municipal da localidade.

Restauração da Igreja São Benedito e Nossa Senhora do Rosário


O vereador Márcio de Souza solicitou o envio de expediente, via Plenário da Câmara Municipal, ao Instituto de Planejamento Urbano (IPUF), bem como ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), solicitando a elaboração de um estudo para a restauração da Igreja São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, edificada, no centro da cidade, entre 1787 e 1830 por uma comunidade formada por escravos e ex-escravos. Cabe ressaltar que, no Séc. XIX, o artista Victor Meirelles fez a pintura de um amplo panorama da cidade do alto de suas escadarias, tornando-se, à época, um dos principais pontos turísticos de Florianópolis. Mas, devido a sua antiguidade e falta de manutenção, a mesma está começando a apresentar sérios problemas em sua estrutura.

GRUPO DE ACESSO

No dia 26/09, às 14h, o Vereador Márcio de Souza participou da assinatura do Decreto do Executivo, que cria o Grupo de Acesso da Liga das Escolas de Samba de Florianópolis, a partir de 2012, que contará com a participação das Escolas de Samba da Região Metropolitana.

Estiveram presentes, entre outras autoridades, o prefeito Djalma Berger (SJ), o Prefeito Ronério Heiderscheidt (Palhoça), o Secretário Municipal de Turismo de Fpolis., Vinícius Lummertz, o Diretor Adjunto da Secretaria Municipal de Turismo de Florianópolis, Carlos Alberto Pereira da Silva, o Secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Biguaçú, Douglas Borba, e representantes dos Blocos Caramuru e Dascuia, além, é claro, do Prefeito Dário Berger, os quais comemoraram e agradeceram, enfaticamente, o que consideram uma conquista muito importante para todos e que vai fortalecer, sobretudo, o carnaval da capital..

Em fevereiro de 2010, o Vereador Márcio de Souza enviou ofício à Prefeitura para que fosse estudada esta possibilidade e, com a passagem do mesmo pela Secretaria Municipal de Turismo, no início deste ano, a idéia foi potencializada e amadurecida pelo Executivo, juntamente com sua equipe.

Segundo Márcio de Souza, "tal qual a política de carnaval, é possível trabalhar com outras frentes, que congregue prefeitos, parlamentares e secretários municipais, para dar encaminhamento às ações governamentais da região (meio ambiente, saneamento, lazer, educação, saúde, etc), reafirmando que isto é um começo para um encontro de possibilidades e trocas culturais, em que a maior beneficiada é a população".

MUSEU DO CARNAVAL


Aprovado Projeto do Vereador Márcio de Souza, que altera o art.1º da Lei 4.810/95, criando o “Museu do Carnaval Hilton Silva (Lagartixa)”, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Esportes e que, a critério de oportunidade, conveniência e interesse da Secretaria vinculante, é facultado, ao Museu, expor obras, fantasias e/ou documentos carnavalescos pertencentes a outros municípios do Estado. OMuseu do Carnaval terá a sua sede localizada nas dependências da Passarela do Samba “Nego Quirido”, local onde as escolas de samba de Florianópolis realizam seus desfiles e ensaios técnicos, notadamente mais apropriado para acomodar as instalações necessárias para o funcionamento do Museu do Carnaval, pela sua estrutura, espaço físico e localização, o que é primordial para a visitação da população ao acervo histórico carnavalesco.

CONSEM


O Vereador Márcio de Souza solicitou, via Plenário da Câmara Municipal, o envio de expediente ao Senhor Prefeito Municipal, solicitando a nomeação do Conselho Municipal de Segurança – CONSEM, visto que os Conselhos de Segurança de Florianópolis estão aguardando tal nomeação para iniciar o projeto Floripa Segura 2011/2012.

O Conselho Municipal de Segurança é uma entidade de âmbito municipal, com funções de natureza consultiva, de articulação, informação e cooperação, cujos objetivos, composição e funcionamento são regulados por Lei municipal, sendo a criação da tal atribuição exclusiva do Chefe do Poder Executivo Municipal.

ABAIXO ASSINADO NA RUA

A equipe do mandato do Vereador Márcio de Souza foi às ruas, na semana que passou, para solicitar assinaturas em apoio ao Projeto de Lei Complementar 774/2006, de autoria do nobre Vereador, o qual se encontra na Gerência de Plenário e Ordem do Dia, e que tem o intuito de conceder, também aos

alunos de cursos pré-vestibulares e de cursos profissionalizantes, o desconto de 50% no vale transporte, que já é concedido aos alunos devidamente matriculados nas séries do Ensino Básico, Médio e Superior.

Quem quiser, pode passar no Gabinete e levar o documento para colher assinaturas em suas escolas e cursos, ou telefonar para que façamos chegar o mesmo até o endereço indicado.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

ÚLTIMA HOMENAGEM AO POETA UBY OLIVEIRA


Agora, os bares, restaurantes e as praças da cidade não mais verão Uby adentrar com seu jeito humilde, bolsa a tiracolo, apresentando seus poemas, obra de sensibilidade extrema.
Uby Oliveira, grande operário da poesia, nos deixou para poetar perto dos bons de espírito, com certeza!
Natural de Porto Alegre, Uby vivia, há 17 anos, em Florianópolis, com a esposa Adriana e dois filhos.
Publicou "Poesilha", livro de poesias viabilizado pela Fundação Franklin Cascaes.
Seu corpo foi enterrado na manhã de 30/09, às 10 horas, no cemitério do Campeche, mas sua simpatia e seu jeito peculiar de ser sempre estarão entre nós!

MAU ATENDIMENTO no CEE



O Vereador Márcio de Souza encaminhou ofício ao Sr. Carlos Guilherme Zigelli, Diretor Superintendente do SEBRAE/SC, relatando o mau atendimento dispensando ao Sr. Pedro Luiz Franco, vendedor ambulante, que, em 22 de agosto, às 9 horas, se dirigiu ao Centro de Educação Empresarial desta Capital, para informações acerca do Programa Federal que objetiva a formalização de profissionais que atuam na informalidade.
Na data, previamente agendada, ao se dirigir ao contador e questioná-lo sobre as possibilidades e incentivos que a Presidente Dilma Rousseff expressa, com entusiasmo, em seus programas veiculados pela mídia nacional, obteve como resposta, do referido senhor, que não há nenhum tipo de incentivo nem possibilidade de formalização do seu trabalho, agindo de forma arrogante e grosseira perante a pessoa simples que é o Sr. Pedro, o qual se sentiu humilhado com tamanha afronta aos princípios constitucionais e à função social desta instituição, enquanto representação direta do Estado.

CONFERÊNCIA PARA SEGURANÇA

Em 30/08, o Vereador Márcio de Souza protocolou ofício ao Executivo, sugerindo solicitar, à Secretaria Municipal de Segurança Pública, a realização de uma Conferência EMERGENCIAL de Segurança Pública, visando uma discussão ampla, com órgãos públicos e população, com o intuito de promover a efetivação da segurança social, a qual vem sendo alvo rotineiro de crimes, alarmando a população, a qual se sente aprisionada pelo temor causado pelos constantes delitos.

MANDATO NO FÓRUM DE EDUCAÇÃO


O mandato do Vereador Márcio de Souza se fez representar, pelos assessores Nilza Girolla e Fábio Ferreira, nas reuniões do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnico-Racial do Estado de SC, em 03 e 24/08/11, nas cidades de Gaspar e São José, respectivamente, as quais debateram as relações étnico-raciais no ensino, consolidando a discussão a respeito dos eixos primordiais a serem respeitados pelo Fórum, no que concerne ao Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro Brasileira e Africana (Lei 10.639/03), na construção dos Planos Municipais.
Naquela oportunidade, ainda, em Gaspar, foi eleita a Professora Neli Góes Ribeiro, da UDESC, para a primeira secretaria do Fórum.
A próxima reunião será no final do mês, no município de Itajaí.

Enquanto o Fórum de SC aqui se organiza, estudantes, representantes de movimentos sociais e profissionais da educação também se reuniram, no dia 18 de agosto, na sede do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em Brasília, para também discutir o ensino da questão racial no currículo escolar. O seminário Educação das relações étnico-raciais - implementação e a efetivação das diretrizes curriculares nacionais faz parte do ciclo de debates promovido pelo Instituto, por ocasião do Ano Internacional dos Afrodescendentes.
O pesquisador Rodrigo Ednilson de Jesus, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mururi e UFMG/FE, apresentou pesquisa referente à consolidação da Lei 10.639/03, que instituiu a obrigatoriedade de inclusão da temática "História e cultura afrobrasileira” no currículo da rede de ensino.
Segundo Rodrigo, o objetivo do mapeamento de diferentes projetos de escolas públicas sobre relações étnico-raciais é induzir políticas públicas de implementação da lei em nível nacional. Os problemas vão desde o pequeno número de municípios (7,6% dos 5.107 analisados) com boa adesão às práticas previstas pelas diretrizes da lei, até a baixa formação conceitual dos profissionais e, consequentemente, dos alunos.
Apesar de reconhecer o caráter de incentivo da lei, Rodrigo alerta para a dificuldade em modificar a estrutura do sistema educacional brasileiro: “Surgiram novos projetos, mas parte dos professores enxerga a lei de maneira formalística, não busca ações pedagógicas”.
Os gestores (diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos) alegam que falta informação sobre a aplicação da lei. Em contramão, percebe-se maior disponibilidade de material didático. Para Renísia Cristina Garcia Filice, do Grupo de Pesquisa em Educação e Políticas Públicas: Gênero, Raça/Etnia e Juventude (Geraju - FE/UnB), os educadores desconhecem a história dos movimentos negros e da cultura afrobrasileira. A professora afirma que as visões de mundo e convicções, racistas ou não, se interpõem à criação de políticas públicas e inibem a ação dos gestores.
Renísia diz também que ainda que existam aqueles gestores proativos, com respostas qualificadas sobre a problemática, há uma resistência de outros tipos de gestores em aplicar a lei, como aqueles que não vêem relação entre o problema da desigualdade social (de ordem estritamente econômica), preconceito e racismo. Estudiosos do tema acreditam que, durante essa etapa de convencimento da importância da lei, é indispensável investir em formação continuada.
(relatório enviado pela Profª Marta Lobo, ex-coordenadora da COPPIR de nosso município e, atualmente, cumprindo funções no IPEA, em Brasília)

DESRATIZAÇÃO


Em resposta à solicitação do mandato feita ao Presidente da COMCAP, Marius Bagnati, em 14 de julho passado, os serviços de desratização na ruas do Marfim, Matiambu e do Loro, localizadas no bairro Monte Verde foram executados no dia 16 de agosto, com a utilização de 90 iscas. A comunidade agradece e novos agendamentos já estão sendo feitos pela referida empresa, a pedido, também do mandato.

I CONFERÊNCIA MUNICIPAL LGBTTT


Resultado de encaminhamento da Semana de Enfrentamento ao Sexismo, Lesbofobia, Homofobia e Transfobia, de maio/2011, que contou com seminários, audiência pública e oficinas diversas, aconteceu na última semana, no Plenarinho da Câmara Municipal, a I Conferência Municipal LGBTTT. O Vereador Márcio de Souza participou da Mesa Redonda - Possibilidades e Desafios na Implantação de Políticas LGBTTT, quando discorreu sobre a luta histórica dos negros, através de seus movimentos organizados, na conquista de muitas das políticas que estão, hoje, a contemplar grande parcela da população deste país e, também, contribuindo com propostas para as frentes de combate ao preconceito e à discriminação às lésbicas, aos gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros.

AUDIÊNCIA PÚBLICA SANEAMENTO BAÍA SUL


A audiência pública, solicitada pelo vereador Márcio de Souza, no âmbito da Comissão de Meio Ambiente, tendo como principal objetivo debater o saneamento de esgoto do trecho que parte dos clubes náuticos, Riachuelo, Aldo Luz e Martinelli, aos ranchos de pescadores da Prainha (Baía Sul), realizou-se no dia 18 de agosto, no salão do Iate Clube Veleiros da Ilha. Compareceram várias lideranças comunitárias e representantes de órgãos publicos, que, após todas as manifestações, solicitaram, através da Comissão da Câmara, um encaminhamento - que teve a unanimidade dos presentes - o de encaminhar, urgentemente, um pedido de audiência com o presidente da Casan, com a presença de todas as lideranças e entidades representativas da comunidade.

SELO DA DIVERSIDADE ÉTNICA

O mandato do Vereador Márcio está coordenando a cerimônia de homenagem aos empregadores que contratam parcela significativa de afrodescendentes nos seus estabelecimentos comerciais, empresas de serviço e em qualquer outra prática considerada laboral e remunerada, enfim, que têm, como princípio, manter uma cota para afrodescendentes, em funções diversas da empresa. Para tanto, também solicitamos a colaboração dos apoiadores do mandato, no sentido de nos comunicar sobre este fato, quando observado nos estabelecimentos que cada qual percorre no seu dia a dia, o que poderá ser feito por e-mail ou pelos telefones 9943-0414 / 3027-5731 (no período da tarde).

OBRA ILEGAL NA FREGUESIA DO RIBEIRÃO


Conforme denúncia feita pelo Presidente do Conselho Comunitário do Ribeirão da Ilha, Sr. Joaquim Aguiar, e, após ofício enviado pelo Vereador Márcio de Souza ao Secretário de Meio Ambiente, Sr. José Carlos Rauen, em 25/07 passado, sobre a solicitação de fiscalização em uma construção para instalação de uma indústria no Ribeirão da Ilha, o Engenheiro Rauen nos oficializou cópia do procedimento de embargo da obra, datado de 18/08/2011, pelo motivo da mesma não possuir o alvará de licença da Prefeitura Municipal.
A intenção do investimento, naquele local, é de instalação de uma indústria para produzir tijolos a partir da casca de ostras, iniciativa muito louvável, já que a comunidade é uma das maiores produtoras do molusco, mas que não pode ser feita de forma ilegal, a 200 metros da bicentenária Igreja Nossa Senhora da Lapa, zona residencial e repleta de construções tombadas pelo Patrimônio Histórico do Município.

VALE TRANSPORTE ESTUDANTIL A HIPOSSUFICIENTES

O Vereador Márcio de Souza solicitou informações, junto à Secretaria de Transportes, referentes à concessão de vale-transporte estudantil aos alunos hipossuficientes, devidamente matriculados na Rede Municipal de Ensino e

cadastrados por aquele órgão.
A solicitação decorre do fato de que vários pais de alunos do ensino fundamental relataram que os cartões estudantis recarregam, sempre, em meados dos meses, acarretando, assim, um grande dispêndio no orçamento dessas famílias, que já enfrentam inúmeras dificuldades.
Não obstante a incerteza da data de carregamento dos cartões, o valor do saldo recarregado não é único, diversificando em alguns meses.
O vereador quer saber, do Secretário João Batista Nunes, qual é a data, efetivamente, que todos os cartões concedidos à comunidade de baixa renda devem ser recarregados e qual é o valor correspondente à recarga, referente ao mês escolar.

POLO AVANÇADO DO IF-SC


O Vereador Márcio de Souza protocolou requerimento para a realização de uma Audiência Pública, em 29 de setembro, no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, a ser realizada no Centro Comunitário da Freguesia do Ribeirão da Ilha, com o intuito de discutir a instalação, naquela região, de um Polo Avançado do Instituto Federal de Santa Catarina / IF-SC.
O Instituto Federal de Santa Catarina é uma instituição pública federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC), cuja finalidade é formar e qualificar profissionais no âmbito da educação profissional e tecnológica, nos diferentes níveis e modalidades de ensino, para os diversos setores da economia, bem como realizar pesquisa aplicada e promover o desenvolvimento tecnológico de novos processos, produtos e serviços, em estreita articulação com os setores produtivos e a sociedade.
Assim, a possível instalação de um Polo Avançado do Instituto Federal será um marco para a comunidade do Ribeirão da Ilha, uma vez que se pretende criar cursos na área de Maricultura e Pesca, evidenciando a Escola do Mar em Florianópolis.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Última homenagem a Uby


Agora, os bares, restaurantes e as praças da cidade não mais verão Uby adentrar com seu jeito humilde, bolsa a tiracolo, apresentando seus poemas, obra de sensibilidade extrema.

Uby Oliveira, grande operário da poesia, nos deixou nesta madrugada, para poetar perto dos bons de espírito, com certeza!

Seu corpo está sendo velado na Igreja Batista da Armação do Pântano do Sul e seu enterro será amanhã, 30/09, às 10 horas, no cemitério do Campeche.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

SEMINÁRIO ESTADUAL LANÇAMENTO DA 4.ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ODM BRASIL EM SC

25/08/2011 - LANÇAMENTO DA 4.ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ODM BRASIL EM SC

selo odmO Prêmio ODM Brasil reconhece e homenageia o esforço da sociedade, dos governos locais para que o Brasil alcance os Objetivos do Milênio. O Prêmio ODM é destinado a quem trabalha para um Brasil melhor. A quarta edição do Prêmio ODM Brasil ocorre numa conjuntura onde a justiça social, a proteção ambiental e a inclusão mostram-se como os melhores caminhos para se alcançar o desenvolvimento sustentável.

Como parte do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade, o Movimento Nós Podemos Santa Catarina vem implantando comitês locais para contribuir com a mobilização social dos agentes públicos e da sociedade catarinense.

Este seminário, que acontece dia 25 de agosto no auditório da Celesc, no bairro do Itacorubi, tem por objetivo divulgar os projetos sociais que estão mudando e melhorando a vida das pessoas e também uma oportunidade para fortalecer a solidariedade entre governos, sociedade e empresas para melhorar o mundo, a cidade, o bairro e a escola.

[convite e PROGRAMAÇÃO]

Objetivos do seminário
- Valorizar e incentivar as ações da sociedade civil, empresas e de governos municipais que ajudam o Brasil a atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.
- Informar as regras e prazos para a inscrição de projetos para 4º Prêmio ODM Brasil.
- Fortalecer a mobilização social e os projetos locais em prol dos Objetivos do Milênio.

Público
- Representantes das organizações da sociedade civil, prefeituras, poder público e legislativo;
- Escolas, Universidades, órgãos de pesquisa e estudos;
- Empresas e fundações.

DATA: 25 de agosto (quinta-feira)

HORÁRIO: 8h às 17h

LOCAL: Auditório da CELESC (Av. Itamarati, 160 - Itacorubi - Florianópolis)

Inscrições (Fonte)

http://www.odmbrasil.org.br/calendario-detalhes/192/lancamento-da-4-edicao-do-premio-odm-brasil-em-sc


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

CEMITÉRIO JUDAICO

O número de judeus fixando residência no Estado de Santa Catarina tem aumentado significativamente, daí a necessidade de contemplar a comunidade judaica, pois, usualmente, os judeus se sujeitam a enterrar seus mortos nas suas cidades de origem, ou em qualquer cemitério do Estado, sem o devido ritual sagrado Chevra Kadisha.

O Vereador Márcio de Souza protocolou requerimento para a realização de uma Audiência Pública, em setembro, no âmbito das Comissões de Constituição e Justiça e Viação, Obras Públicas e Urbanismo, com o intuito de discutir o Projeto de Lei nº 14.052/2010, que institui o cemitério (Campo Santo Judaico) da Associação Israelita Catarinense, ou destina a ele uma área (ala) nos cemitérios já instituídos pelo Poder Público Municipal.

BONÉ NA NOITE

O Vereador Márcio de Souza protocolou, em 16/08, Projeto de Lei que permite a entrada, em Casas Noturnas, Bares e Similares, dos frequentadores que estiverem usando bonés e/ou similares. No caso, entende-se como Casa Noturna, um estabelecimento comercial voltado para diversão, em geral com música ambiente, espaço para dança e venda de bebidas alcoólicas, com horário de funcionamento a partir das 18 horas.

Segundo o dicionário Aurélio, a palavra “boné” é “peça de vestuário para a cabeça, de copa redonda, com uma pala sobre os olhos”. Também entendemos que o boné é um acessório, assim como o brinco, a pulseira, o colar, e outros, que tantos os homens, quanto as mulheres, utilizam para incrementar o visual.

A justificativa maior que os empresários da noite usam para a proibição da tal "peça de vestuário" refere-se à segurança, pelo fato que, ao usar um boné, torna-se mais difícil a identificação do indivíduo pelas câmeras de segurança, no caso deste cometer algum ato indesejável, como brigas, uso de drogas, etc, existindo, ainda, outros argumentos, dentre os quais, que se consegue "selecionar o ambiente", numa clara intenção de rotular os frequentadores que usam tal acessório.

CUIDANDO DA CIDADE


O Vereador Márcio de Souza solicitou providências ao Secretário Municipal de Obras, Sr. Luiz Américo Medeiros, quanto à situação do asfalto da Rua Embargador Edmundo da Luz Pinto, pois nossa equipe esteve em visita à localidade e fotografou a situação precária em que se encontra a referida rua, acesso bastante utilizado pela comunidade, inclusive para se deslocar até uma creche municipal.




Outro oficio foi encaminhado ao Chefe da COSIP da PMF, Sr. Sebastião Machado, para verificar a possibilidade de um levantamento no local, com o objetivo de intensificar a iluminação da servidão Mangueirão, localizada no Pantanal, nas proximidades da Rua Antônio Francisco da Silveira.



Ao Sr. Hamilton Pacheco da Rosa, Secretário de Segurança e Defesa do Cidadão do Município, solicitou o relatório das câmeras de monitoramento, a ser instaladas no bairro Canasvieiras, uma vez que o mandato do Vereador Márcio de Souza vem lutando pela colocação das referidas câmeras, naquele local, há mais de dois anos.


ESCOLA DO MAR

O Vereador Márcio de Souza protocolou requerimento para a realização de uma Audiência Pública, em setembro, no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, a ser realizada no Centro Comunitário da Freguesia do Ribeirão da Ilha, com o intuito de discutir a instalação, naquela região, de um Polo Avançado do Instituto Federal de Santa Catarina / IF-SC.

O Instituto Federal de Santa Catarina é uma instituição pública federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC), cuja finalidade é formar e qualificar profissionais no âmbito da educação profissional e tecnológica, nos diferentes níveis e modalidades de ensino, para os diversos setores da economia, bem como realizar pesquisa aplicada e promover o desenvolvimento tecnológico de novos processos, produtos e serviços, em estreita articulação com os setores produtivos e a sociedade.

Assim, a possível instalação de um Polo Avançado do Instituto Federal será um marco para a comunidade do Ribeirão da Ilha, uma vez que se pretende, com este Polo, criar cursos na área de Maricultura e Pesca, evidenciando a Escola do Mar em Florianópolis.

DEFICIENTES VISUAIS

Em 14 de julho, foi protocolado PL que declara de Utilidade Pública a Associação Catarinense para Deficientes Visuais - ACPDV, que tem foro e sede nesta capital. A Associação possui por premissa fundamental a promoção da educação, inclusão e assistência social dos portadores de deficiência visual, através de ações e projetos que objetivam o pleno desenvolvimento desta parcela da sociedade, muitas vezes deixada à margem.

CRIME DE RACISMO

O Vereador Márcio de Souza, através de oficio, solicitou providências ao Secretário Estadual de Educação, Marco Tebaldi, sobre crime ocorrido no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) contra a estudante Silvana da Costa, a qual registrou BO contra o diretor dos cursos noturnos, Leo Burn da Silva Jr, o qual se recusou a fornecer o comprovante de matrícula para aquisição do vale transporte. Apesar de a mesma ter solicitado a intervenção do diretor geral do Centro, Sr. Ramão Cassafuz, que a acompanhou até o sr. Leo, pedindo que o mesmo providenciasse o documento, o acusado ainda assim não o fez, declarando em alto e bom tom "não vou dar declaração nenhuma, vocês negros são assim, mal educados".

Atentamos para o fato de que, mesmo sabendo que a conversa estava sendo testemunha por uma auxiliar de serviços gerais, o autor do crime não se preocupou com o conteúdo de suas palavras, demonstrando que, apesar da gravidade do delito, de sua culpabilidade e de seu conhecimento quanto à tutela estatal, ignora a possibilidade de responsabilidade do seu ato, contando com a impunidade.

COTAS PARA NEGROS EM PROGRAMA DE BOLSAS

A Presidente Dilma Rousseff decidiu adotar cotas para negros e indígenas como critério para a escolha dos 100 mil bolsistas do “Programa de Bolsas no Exterior Ciência sem Fronteiras”, lançado em 26/07, no Palácio do Planalto.

A presidente anunciou que haverá reserva de vagas para estudantes negros e indígenas, em percentual que não especificou. Também garantiu que a questão de gênero será levada em conta na escolha.

A decisão foi anunciada por Dilma, após ouvir o discurso do reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, José Vicente, de S. Paulo, e o ex-reitor da Universidade Federal da Bahia, Naomar de Almeida Filho.
A Palmares, uma iniciativa da ONG Afrobras dirigida por Vicente, e custeada com a mensalidade dos seus alunos e apoio de bancos e empresas privadas, tem a maioria do seu corpo docente (cerca de 87%) constituído por negros. Segundo o ex-reitor da UFBA, a deficiência em língua estrangeira é o maior entrave para a participação dos estudantes da rede pública no Programa.
A presidente pediu que os empresários banquem outras 25 mil bolsas, uma vez que o Governo se propõe a assumir 75 mil das 100 previstas no Programa, porém, representantes da Federação das Indústrias do Estado de S. Paulo, da Associação Brasileira de Infraestruturua e Indústrias de Base (Abdib), da União Nacional de Cana de Açúcar (Única) e da Câmara Brasileira da Construção (CBIC) não se manifestaram.
O programa de bolsas do Governo é estimado em R$ 3,1 bilhões e tem como prioridade cursos de engenharia, além de outras áreas tecnológicas e de licenciatura em ciências exatas. A decisão da Presidente em abandonar a seleção totalmente por mérito foi recebida com surpresa por assessores.
Dilma afirmou que não há contradição em combinar mérito com outros critérios como a questão "relativa a gênero e a questão étnica”.

(Com informações das Agências - Agestado - Fonte: Afropress - 27/7/2011)

CRIME BÁRBARO

O vereador Márcio de Souza (PT), relatou, na tribuna da Câmara Municipal, o bárbaro assassinato cometido na madrugada de 8 de agosto, em Capoeiras, contra um homem de 61 anos, supostamente por homofobia. O babalorixá Antônio Carlos da Conceição foi brutalmente espancado por quatro rapazes na praça da Rua Dib Chrerem, ao lado do Clube Flamenguinho.

Márcio lamentou que a intolerância tenha chegado a Florianópolis. “As práticas nazistas, que são comuns em cidades como São Paulo, onde skinheads, recentemente, invadiram um bar e

espancaram um homem negro, infelizmente estão começando a acontecer em nossa cidade”, afirmou o vereador, lembrando as reuniões de nazistas em Joinville, à luz do dia, há 10 anos.

De acordo com o vereador, o grupo fascista White Power tem ramificações, até, na Universidade Federal de Santa Catarina. Márcio pediu que a Polícia Civil investigue a fundo o caso do homem assassinado em Capoeiras e apure a existência, ou não, desses elementos neonazistas em Florianópolis.

FUNDO MUNICIPAL DE TURISMO

O plano do Fundo Municipal de Turismo foi aprovado na ultima reunião extraordinária do COMTUR, realizada em 08/08/11, no CDL. O Vereador Márcio de Souza, enquanto Secretário de Turismo, viabilizou os 3 eixos de ação para a estruturação do turismo na cidade: viabilização de um Plano Municipal de Turismo através do debate para elaboração, reativação do Conselho Municipal de Turismo e debate sobre o Fundo Municipal do Turismo. Este último foi debatido, sendo que o projeto elaborado já está sob a apreciação da Procuradoria do Município.

CONVITE AUDIÊNCIA PÚBLICA SANEAMENTO

O vereador Márcio de Souza convida para audiência pública, no âmbito da Comissão de Meio Ambiente, tendo como principal objetivo debater o saneamento de esgoto do trecho que parte dos clubes náuticos, Riachuelo, Aldo Luz e Martinelli, aos ranchos de pescadores da Prainha (Baía Sul), próximo ao Veleiro da Ilha, audiência esta a realizar-se no dia 18 de agosto, às 19h, no salão do Iate Clube Veleiros da Ilha, na Prainha.

Em 2010, o Mandato do Vereador enviou ofício, à CASAN, solicitando informações sobre o caso, a qual respondeu que as obras iriam dar início no mesmo ano, o que não veio a se concretizar.

FLORAM, IGEOF, FATMA, CASAN, Secretaria Municipal de Obras, Conselho Comunitário da Prainha, Associação dos Pescadores da Prainha, Iate Clube Veleiros da Ilha, Creche Cristo Redentor, Associação do Morro da Queimada, Clubes Náuticos Riachuello, Aldo Luz e Martinelli, Creche Sta. Terezinha, Associação dos Moradores do Morro do Bode, Federação do Remo de SC e Associação do Morro da Mariquinha são as entidades e lideranças que estão sendo aguardadas.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

DIA DA MULHER NEGRA

Márcio de Souza participou das atividades comemorativas do Dia das Mulheres Negras, no ultimo dia 25/07. No uso da palavra, conclamou que a Sociedade Civil seja vigilante na manutenção e aplicação das Políticas de Igualdade Racial desenvolvidas no nosso município. Tal situação é decorrente da luta histórica do Movimento Social Negro que, insistentemente, busca a consolidação das Políticas Públicas de Combate ao Racismo.

A Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Igualdade Racial de Florianópolis, comandada pela professora Ana Paula Cardoso, vem se destacando nacionalmente nas ações e formulações políticas e, por isso, tem recebido expressivos apoios das organizações que constituem a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial.

Em Florianópolis, as políticas de Igualdade Racial abrigam várias etnias, como os Judeus, Negros, Índios, Ciganos e Palestinos, pois isto é um exercício pretensioso e inovador no desejo de verdadeiramente buscar a democratização da sociedade.

PARQUE INFANTIL NO ALTO RIBEIRÃO



Na próxima semana, no dia 02 de agosto, a Comunidade do Alto Ribeirão da Ilha receberá a instalação dos equipamentos do Parque Infantil. A solicitação foi apresentada pelo Vereador Márcio de Souza, atendendo a uma antiga aspiração da comunidade local, intermediada pela nova administração do Conselho Comunitário, presidido pelo senhor Joaquim Aurino Aguiar, que, com a atual diretoria, vem empreendendo um ritmo bastante inovador à entidade, com base num Planejamento Estratégico.

DIREITO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

No dia 27 de julho último, o Vereador Márcio de Souza reuniu-se com o Secretário de Assistência Social de Florianópolis, Professor Felipe, e com representações do Centro de Estudo, Pesquisa e Proteção da Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes e da Associação Novo Alvorecer, para tratar da regularização dos credenciamentos das duas importantes entidades, as quais atuam na proteção das crianças e adolescentes.

Na oportunidade, as representantes explanaram as realizações e trabalhos desenvolvidos neste setor social, sendo que as duas organizações da sociedade civil possuem uma longa caminhada, de significativas contribuições, nas lutas por ampliação de Direitos das Crianças e Adolescentes.

Ao término do encontro, o Secretário Felipe deu encaminhamentos para acelerar os processos de credenciamento no Conselho Municipal de Defesa das Crianças e Adolescentes, das referidas Entidades, para melhor potencializar as Políticas Públicas de Atenção às Crianças e Adolescentes.